Escolas da rede estadual de Minas se preparam para receber os estudantes na volta às aulas

Unidades escolares estão passando por melhorias na infraestrutura dos prédios e ambientes internos para acolher com carinho alunos e servidores. No momento, há 547 projetos em execução e 1.087 obras em andamento

29/01/2024
-
7 min de leitura

O período das férias escolares está chegando ao fim, e com isso, aumenta a expectativa e curiosidade dos estudantes sobre o que irão encontrar na volta às aulas em 5/2, primeiro dia do ano letivo de 2024. 

Uma escola mais bonita, colorida, bem cuidada, agradável e que seja acolhedora para recebê-los. Com este objetivo, unidades escolares da rede estadual estão sendo revitalizadas e também preparam diversas ações de acolhimento.

Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), está realizando série de intervenções nas estruturas dos prédios escolares. São obras diversas, como pinturas, troca de telhado, capina, limpeza de caixa d ‘água, poda de árvore, troca de janelas, portas, fechaduras, reformas de banheiros, refeitórios e outras intervenções pontuais que necessárias, também em função do período de chuvas. 

Projetos 

No momento, há 547 projetos em execução e 1.087 obras em andamento na rede estadual de ensino. 

“Ao longo dos últimos anos, investimos cerca de R$1 bilhão na manutenção, reforma e ampliação das unidades escolares. Este período de férias é usado para escolas fazerem intervenções pontuais. O investimento é necessário para garantirmos um ambiente saudável e humanizado, tanto para os alunos, quanto para a comunidade escolar”, afirma o subsecretário de Administração da SEE-MG, José Roberto Avelar.

Para auxiliar nas ações de preparação para o ano letivo que deverão ser executadas pelos  gestores escolares, a SEE criou o “Guia de Orientações para o início do ano letivo”. 

O documento fornece orientações estratégicas para o planejamento e execução de ações e garantir que o ano letivo inicie de maneira acolhedora e significativa para servidores e estudantes. 

Além desse guia, foi encaminhado às escolas o formulário diagnóstico “Monitoramento – Início do Ano Letivo 2024”, com um checklist de preparação das escolas. 

A Escola Estadual Professora Geralda Eugênia da Silva, em São Joaquim de Bicas (RMBH), está entre as unidades que estão passando por melhorias nas férias escolares. 

“Tínhamos um prédio antigo, de 73 anos, que passou por algumas reformas nesse período, mas que ainda precisava de algumas modificações para aproximar mais a escola da comunidade e vice-versa. Mudamos a cor das paredes dos prédios, seguindo a paleta de cores do uniforme, trazendo uma nova identidade visual. Tudo isso com objetivo de dar pertencimento aos estudantes e servidores que passam a maior parte do seu dia a dia aqui. Vai ficar uma escola linda e mais alegre, mais atrativa para todos”, conta o diretor da instituição, Leandro Eustáquio da Silva Sá.

Acolhimento

Entre as diretrizes passadas pela SEE/MG, as escolas receberam a atualização das Orientações de Acolhimento para o início do ano letivo de 2024, o Guia de Fortalecimento das Aprendizagens e carta do secretário de Estado de Educação, Igor de Alvarenga, à equipe escolar. 

Todas as orientações têm o propósito de dialogar e dar visão acolhedora, com interação e vínculo entre toda a escola e os estudantes, para que o ambiente escolar seja saudável, leve, alegre e acolhedor.

“Este ano temos o desafio de proporcionar 200 dias letivos de aprendizado significativo e enriquecedor aos nossos estudantes, de forma a garantir a cada jovem mineiro o acesso e a permanência na escola, bem como todas as oportunidades possíveis de aprendizagem”, reforçou o secretário na carta aos gestores escolares.  

Maria Victoria Rodrigues Alfena, que tem 14 anos de idade e vai cursar o nono ano na Escola Estadual João Rezende, em Uberlândia, está contando os dias para começar as aulas. Os seus irmãos mais novos também estudam na unidade. 

“Estudo nesta escola há quatro anos. Sempre somos bem recebidos no primeiro dia de aula, pelos diretores e professores. No ano passado teve um show de talentos, gostei muito. Agora minha curiosidade é saber o que vamos ter de novidade neste ano, além de estar super curiosa para saber quem será meu professor de matemática, porque adoro a disciplina”, conta com euforia a adolescente. 

Na cidade de Cássia, no Sul de Minas, a Escola Estadual Melo Viana está preparando ação muito divertida para o primeiro dia de aula. 

“Vamos fazer um corredor musical para a entrada dos estudantes, um tour para verem as mudanças que fizemos nos espaços internos como a pintura nova de todo prédio, as artes em grafites nas salas dos anos iniciais. E por último, teremos um momento de interação com jogos de xadrez, tabuleiro, brincadeiras na quadra poliesportiva. Será um dia de grande acolhida e interatividade”, diz o diretor Francisco Antônio Mião, que é gestor da unidade há um ano. 

Fortalecimento das ações pedagógicas

Para subsidiar o planejamento das SREs e das escolas em suas ações pedagógicas, a SEE/MG elaborou o “Guia de Ações para o Fortalecimento das Aprendizagens 2024”, que traz de forma objetiva todas as frentes estruturantes que norteiam o trabalho que será desenvolvido em sala de aula a partir do Currículo Referência de Minas Gerais, e dialoga a partir de uma diretriz que traz uma visão acolhedora e prazerosa do ensino.

A subsecretária de Desenvolvimento de Educação Básica da SEE/MG, Kellen Senra, reforça a importância do planejamento pedagógico para começar o ano letivo incluindo o acolhimento. 

Planejamento

“Neste momento de finalização do período de recesso escolar, diretores escolares já estão envolvidos em pensar planejamentos escolares, organizar reuniões para o planejamento de cada professor, para cada etapa. É momento de a escola olhar os resultados de 2023, avaliar projetos e organizá-los, a partir do Projeto Político Pedagógico da escola.” , explica.

Kellen Senra também lembrou que nos dois primeiros dias escolares, a escola fará a discussão e a elaboração do planejamento anual. É quando toda equipe pedagógica, principalmente especialistas da educação básica e professores, alinham projetos e o planejamento escolar. 

“Já temos o Plano de Curso divulgado para a rede desde 16/1. E nos primeiros dias de aula, as ações da escola precisam estar voltadas para o acolhimento dos estudantes, entendendo como ele se sente naquele ano de escolaridade, qual sua expectativa. Em seguida, iniciaremos também um diagnóstico pedagógico, lembrando que ao final de fevereiro já teremos disponíveis as Avaliações Diagnósticas da rede”, afirma a subsecretária.

Todo esse trabalho é a primeira frente para começar o ano. “É um momento de grande planejamento, envolvendo professores, diretores e as equipes educacionais. Precisamos nos envolver bastante nesta preparação para termos bons resultados no processo de ensino e aprendizagem dos nossos estudantes”, concluiu Kellen.

Entre os projetos pedagógicos já implementados na rede, a SEE/MG irá fortalecer, neste ano, o Plano de Recomposição das Aprendizagens (PRA). O projeto tem o objetivo de auxiliar e apoiar as escolas na elaboração de estratégias de ensino para melhoria da aprendizagem e dos resultados dos indicadores educacionais da rede estadual de ensino, alinhado aos objetivos do Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG).